Caso alguma imagem do blog não esteja aparecendo, por favor, avise nos comentários da postagem em questão!

25/07/2017

Lançamento - Livro "Louco Amor de Fã"

Alados meus, hoje é o Dia Nacional do Escritor, mas também tenho uma novidade super especial para compartilhar com todos vocês: acabei de lançar um livro novo na Amazon, ele se chama "Louco Amor de Fã".

Depois de muitos elogios dados aos meus contos românticos, finalmente me desafiei a fazer uma obra mais longa dessa temáica, um livro solo. Minha primeira ideia tinha sido uma história bem adulta que envolvia uma jovem antirromântica, um pai machista e seu cantor favorito. Só que esse enredo não rendeu frutos na minha cabeça, pois estava "seco" demais. Depois, tentei começar uma série de contos chamada "Love Me Pixel!", bem jovem e cheia de modernidade. Cheguei a publicar na Amazon o primeiro volume, chamado "O Tutorial do Amor Virtual", mas o projeto acabou fracassando por causa da pouca recepção que teve.
Foi da junção dessas duas histórias, o balanço perfeito da melhor parte dos dois mundos que criei que surgiu o "Louco Amor de Fã", misturado com novas ideias que foram surgindo no processo de escrita. Estou muito feliz com o resultado e espero contar com seu apoio: conheça o livro, acredite nele, tenho certeza de que você vai se surpreender!

01/06/2017

Como deixar seu e-book de graça por mais tempo na Amazon!

Todo mundo que já publicou um e-book na Amazon sabe que é possível deixá-lo de graça por cinco dias pelo Kindle Unlimited. Entretanto, normalmente não está disponível a possibilidade de deixá-lo gratuito por tempo maior, nem de já definir o preço R$0,00 desde a publicação.
Entretanto, todo mundo já deve ter notado que alguns livros permanecem disponíveis para serem baixados gratuitamente por tempo indeterminado. Já se perguntou como isso acontece? Hoje falarei um pouco sobre o assunto e apresentarei a solução testada por mim mesma; pode crer, é um processo bem mais fácil do que você imagina!

Devo colocar meu livro ou conto gratuito?

Antes de prosseguir com esse tutorial, recomendo que você reflita se realmente é uma boa escolha deixar seu livro gratuito. Pode ser interessante a visibilidade que a gratuidade proporciona, mas esse destaque também pode se tornar uma faca de dois gumes, pois o e-book também estará mais sujeito à comentários de pessoas que vão avaliá-lo negativamente por pura maldade.
Não recomendo, também, que deixe gratuito se o livro é a sua primeira obra, já que é preciso que haja alguma "vantagem" para que a Amazon queira que ela esteja gratuita. Espere um pouco, teste a experiência pelo Kindle Unlimited e faça uma divulgação maior, talvez isso impulsione sua visibilidade de forma mais positiva!
Recomendo que deixe gratuito se seu livro for o primeiro de uma série (considerando que pelo menos um volume da sequência já esteja publicado), se for o prequel de outro livro, uma antologia gratuita para divulgação dos autores e casos semelhantes.

Mas, obviamente, você tem a palavra final. Pense com carinho e meça os pontos positivos e negativos. Caso tenha decidido que sim, siga os passos a seguir:

17/01/2017

Receber royalties da Amazon KDP sem Conta-corrente tradicional!

Todo mundo sabe que para publicar e-books na Amazon KDP (o serviço da Amazon para escritores independentes) é preciso ter uma conta-corrente em um banco do Brasil. Porém, nem sempre podemos ou queremos abrir uma conta tradicional, seja por problemas pessoais ou por não gostar das taxas e burocracias. Hoje, porém, apresentarei a vocês uma alternativa que deu super certo comigo: usar a ContaSuper para receber os seus royalties, pagando apenas uma mensalidade de R$7,90 (isso quando houver saldo suficiente na conta, esse valor não acumula). Não é preciso ter o nome limpo, nem comprovante de renda e as taxas são muito baixas se comparadas aos bancos tradicionais.

O que é a ContaSuper?

Segundo uma definição dada na página do Facebook deles, ela é uma conta 100% digital que você controla pelo aplicativo do seu celular ou pelo seu computador. Ela foi pensada para que você não precise mais ir até uma agência bancária, você tem várias transações financeiras na ponta do dedo. A função mais famosa da ContaSuper é disponibilizar aos seus clientes um cartão pré-pago internacional da bandeira MasterCard que é usado na função crédito, mas que deve ser recarregado antes de ser utilizado. Ou seja, é o mesmo sistema de um celular pré-pago: para usá-lo você deve colocar certa quantia previamente. Além disso, há outras funcionalidades disponíveis de acordo com o seu plano como: pagar contas, recarregar o celular, etc.
O que mudou agora (e o que vai nos ajudar na hora de receber royalties) é a possibilidade de receber transferências e depósitos de qualquer conta bancária, inclusive de terceiros e de grandes empresas. como a Amazon. Para tanto, eles criaram um número de conta-corrente do banco Santander para cada usuário, cujos dados podemos passar para uma pessoa depositar ou cadastrar em empresas como a Amazon.

Dicas para abrir sua ContaSuper:

09/11/2016

Compre na Amazon com depósito e transferência usando a ContaSuper!

Todo mundo sabe que a Amazon aceita apenas pagamento via cartão, o que é um horror para nós leitores compulsivos que temos um Kindle mas não queremos nos arriscar usando um cartão tradicional que tem muitas chances de nos deixar cheios de dívidas 😔. Hoje, porém, falarei sobre uma opção que deu super certo para mim: o cartão pré-pago internacional da ContaSuper, da bandeira MasterCard, que nos permite pagar com depósitos e transferências (a partir do dia 01/01/2017 não terá mais recarga por boleto, mas os depósitos e transferências podem ser realizados por terceiros). Ele tem as menores taxas entre os cartões pré-pagos e pode ser adquirido até mesmo se seu nome estiver sujo!

Antes de tudo, quero avisar que esta postagem não é um tutorial. Apresentarei o serviço, darei algumas dicas importantes, contudo, se vocês tiverem qualquer dúvida, entrem em contato com eles pelo atendimento ou pela página do Facebook. Ainda sou uma usuária nova, então não posso me atrever a responder muitas coisas... hehe.

Como funciona:

Para começar a usar basta fazer o cadastro no site da ContaSuper ou nos seus aplicativos e fazer sua primeira recarga. Assim que o dinheiro estiver na sua conta, já é possível começar a comprar com o Cartão Virtual e não é necessário pagar nenhuma taxa para que o cartão físico seja enviado para sua casa (sim, todo mundo ganha um cartão físico, em qualquer um dos planos).
O mecanismo é bem parecido com o de um celular pré-pago: você recarrega a sua conta com R$20,00 ou mais (e sempre em um valor múltiplo de 10) por depósito ou transferência (incluindo de contas de terceiros e depósito no caixa eletrônico),. Será descontado, mais tarde, R$7,90 da sua mensalidade (o valor depende do plano que você escolher, esse é o preço do mais barato) e a partir de então você já pode usufruir da sua conta do jeito que quiser!

Ele dá certo mesmo?

03/08/2016

Livro - "Samurais x Ninjas"

Todos nós já entramos em contato com a cultura japonesa de alguma forma, nem que seja com um anime que vimos na televisão, aqueles famosos desenhos animados japoneses. A pessoa aqui interage com este mundo desde pequena, quando via Sailor Moon e Cavaleiros do Zodíaco na extinta Manchete (e depois assisti a outros animes também). Confesso que deixei meu lado "otaku" adormecido por muito tempo, mas depois de experimentar os contos do livro sobre o qual falarei hoje, posso dizer que essa paixão voltou à ativa! Ganhei de presente um exemplar físico do livro sobre o qual falarei neste post do meu parceiro André S. Silva, que possui um conto neste livro, e não poderia ter amado mais a leitura! Resumidamente, contarei um pouco sobre a minha experiência.

Antes de tudo, porém, preciso dar dois avisos rápidos. O primeiro é que o blog DSA anda um pouco parado, mas que estou voltando aos poucos e, de uma forma ou de outra, estou aceitando parcerias com autores desde que não tenham prazo definido para a publicação da minha postagem (já que a leitura acontece de forma offline). Para quem não sabe, aceito ebooks também (principalmente Mobo e Epub, mas posso converter PDF também, se não tiver escolha).
O segundo aviso é que, caso você tenha interesse em conhecer os meus livros, não se importe de ler e-books e esteja disposto a ajudar na divulgação, basta entrar em contato comigo que eu enviarei um e-book gratuitamente. Mesmo que você não tenha blog, aceito também divulgações em redes sociais e resenhas no Skoob, Goodreads e/ou Amazon.

Agora vamos logo conhecer o livro de hoje, não deixe de acompanhar a postagem até o final, garanto que você vai se encantar!

Samurais x Ninjas, diversos autores:

O que mais me chamou a atenção nesta antologia foi a variedade de temas e estilos, que vão desde o clássico, passando pelo pop e chegando até mesmo em uma deliciosa ficção científica. "Mas, Sheila, eu não sei muita coisa sobre a cultura japonesa, será que vou ficar perdido?" Claro que não, alado meu, muitos dos contos possuem explicações sobre os termos que não são facilmente presumidos e até mesmo notas de rodapé. A diagramação também é outra atração, posso afirmar que a qualidade realmente justifica o preço do volume.
Primeiro começarei falando sobre o conto do André (que, na verdade, é o nono) porque ele foi quem me deu a oportunidade de conhecer o livro, depois comentarei resumidamente sobre cada história para dar a vocês um gostinho do que essas páginas contêm!
O Fantasma Zonguanês, André S. Silva: como sempre, o André conseguiu me surpreender com mais um universo fantástico envolvente. A princípio, tive um pouco de dificuldade para entender a mistura de culturas presente no conto, mas poucos parágrafos depois já me sentia lá dentro, como se estivesse interagindo com os personagens. O Fantasma chamou bastante a minha atenção como um personagem misterioso, e a cena do confronto no ferro velho fez com que eu ficasse praticamente grudada nas páginas. Não preciso repetir que sou fã das obras do André, este conto veio provar que ele é mesmo um escritor de qualidade.

Dô-maru, Eduardo Kasse: este é o conto mais tradicional de todos, ambientado em um Japão feudal, a história é mais próxima da realidade, como se fossem as memórias de alguém que realmente viveu naquele tempo. Embora eu seja mais fã de enredos fantásticos, gostei bastante do valor cultural desse conto, aprendi várias coisas que ainda não sabia. O desfecho parte um pouco o coração do leitor, mas tenho que admitir que contribuiu bastante com a beleza da história.

Canção do Corvo, Aya Imaeda: quem me acompanha no Facebook já viu o quanto eu gostei deste conto, tanto que fiz uma fan art especial (desculpa, eu disse que faria de outros contos também, mas ainda não tive inspiração, erro meu). Simplesmente me apaixonei pela personagem Han'you, ela tem o tipo de personalidade que eu gosto, isso sem contar que o conto tem uma dose bem legal de fantasia com os youkais e um mistério interessante que surpreende a todos no final (um final bem fofo, diga-se de passagem).

Inexpressivo, Bruno Magno Alves: gostei bastante da poética desse conto, que tem como diferencial que o protagonista ninja se dirige à sua vítima, apresentando ao leitor um cenário que vai crescendo de acordo com as indagações do narrador. Neste caso, há um toque bem legal de ficção científica, o que me agrada muito. Uma das coisas que mais me chamou atenção foi a "realidade aumentada", coisa que hoje em dia me faz pensar muito em "Sword Art Online" (na época ainda não conhecia SAO... hehe).

A Sombra na Cerejeira, Alexandre Heredia: de uma forma bastante corajosa, esse conto começa de forma que nós não entendemos muito como ele foi parar numa antologia chamada "Samurais x Ninjas". Depois de acompanhá-lo um pouco mais percebemos que o que o autor quis, na verdade, era mostrar a cultura samurai que atravessa gerações até um futuro remoto. Dou destaque ao desfecho bastante sugestivo que, apesar de simples, nos faz filosofar bastante sobre a natureza humana.

Gaijin, Roberta Grassi: nesta história a relação mestre-aprendiz é abordada de forma acentuada, porém, em vez de cair nos clichês temos uma reviravolta surpreendente no final que faz com que todos pensem sobre lealdade e até onde é válido mantê-la. Enquanto lia, pensei que a abordagem do "seppuku" tinha a ver apenas com o enriquecimento de informações mas... bem, vocês vão ter que ler para entender e gostar tanto quanto eu gostei.

Filha da Neve e os sete ninjas, Ana Lúcia Merege: lembra que há um tempo falei sobre o audiobook "Doctor Who: Time Lord Fairy Tales"? Pois é, este conto tem uma ideia parecida, como uma releitura de um conto de fadas tradicional, só que em vez de ser ambientado no universo de Doctor Who, "Filha da Neve e os sete ninjas" tem todo um sabor oriental, como já dá para perceber desde o título. E o enredo é bastante satírico, senti como se eu estivesse assistindo a um daqueles animes bem exagerados mesmo, tenho que salientar que ri de verdade em algumas passagens. E, claro, o "felizes para sempre" é bem mais ousado que as histórias tradicionais, quem espera um grande romance vai se decepcionar (e eu prefiro assim mesmo, óbvio).

A busca pela imortalidade, Ágatha Yukari: mais um conto que surpreende por sua natureza fantástica, a autora nos traz um pouco sobre os deuses da mitologia chinesa e japonesa. Através de uma aventura épica nós acabamos refletindo sobre as consequências que é preciso enfrentar quando se almeja um grande poder, neste caso, a imortalidade. Fiquei com vontade de ter lido sobre a jornada completa dos protagonistas mas, infelizmente, por causa do tamanho do conto apenas acompanhamos os fatos principais.

Cedo, Jessica Borges: o que você faria se pudesse ver a sua própria morte, e ela fosse um ser que fala e interage com a sua vida? Ficou curioso com essa possibilidade? Eu também me empolguei bastante com a proposta deste conto, queria muito poder acompanhar outras obras que se ambientassem no mesmo universo. O mistério da trama é bem envolvente, isso sem contar do clima mais sombrio que as "mortes" acrescentam. Mas o que me encantou mesmo foi a interação entre o Kato e a Lúcia, ambos personagens bem construídos que me cativaram desde cedo... sem trocadilhos! Hehehe...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts relacionados