Caso alguma imagem do blog não esteja aparecendo, por favor, avise nos comentários da postagem em questão!

28/09/2015

Livro Interativo - Alien Arena (Edição em Inglês)

Alados leitores, trouxe hoje um tipo de livro que ainda não tinha aparecido aqui no DSA: trata-se de um volume interativo da coleção "Decide Your Destiny" de Doctor Who, originalmente feito para crianças. Mas eu estou pouco me lixando que pretensamente tenha sido desenvolvido apenas para as crianças curtirem, eu gosto mesmo de histórias mais inocentes, muito mais do aquilo que classificam como "adulto". Posso adiantar que me diverti bastante e já vou contar o porquê. Continue lendo até o final, vai valer a pena!

Alien Arena, Richard Dungworth:

O protagonista desta história é ninguém mais, ninguém menos do que você. Isso mesmo, o próprio leitor assume o papel principal da aventura e, consequentemente, ganha a possibilidade de decidir o que irá acontecer nas próximas cenas. O mecanismo é simples: ao final de cada "capítulo" são dadas duas opções e, de acordo com o que você escolher, você parte para outro pedaço da história, sempre identificados com números. De acordo com suas decisões, o caminho que você irá percorrer pode ser completamente diferente, e duvido que alguém consiga experimentar apenas um destino, nem que seja para ver se duas escolhas levam para a mesma conclusão.
No caso desse volume em especial, o leitor é abduzido para uma nave que funciona como prisão, onde os condenados subjugaram os guardas e estão capturando pessoas de diferentes épocas e planetas para lutarem numa arena, como forma de lucrarem e se divertirem com isso (de forma ilegal, é claro). O Doutor da vez é o Tenth (como é possível ver na capa), tendo como companheira a Martha (não tolero piadinhas com a Martha, fiquem avisados!)
A linguagem que utilizaram é simples e direta, em certos pontos chega até a ser "seca" demais. Na minha opinião, o autor subestimou um pouco a capacidade das crianças de gostar de uma história mais detalhada, acho que ele poderia sim ter dado mais emoção às cenas, mesmo considerando a faixa etária. Porém, coloquei essa opinião pessoal de lado e resolvi prestar atenção apenas ao enredo.
Não cheguei a experimentar todas as possibilidades, mas tive a oportunidade de seguir por quatro caminhos diferentes. No primeiro quase não tive falas (considerando que eu era a protagonista... hehe), cheguei a pensar que era proposital, mas nos outros caminhos vi que foi apenas falta de sorte mesmo. Nesta primeira vez demorou bastante para finalmente encontrar o Doutor. Tentei ficar com ele o tempo todo e priorizei decisões que faziam meu personagem escapar dos perigos. O final acabou ficando um pouco inconcluso. Não gostei da primeira experiência.
Na segunda acabei me empolgando bastante porque interagi mais muito mais com a ação. O Doutor apareceu mais cedo, e foi logo dentro da TARDIS! Depois ele só apareceu no fim, mas foi por causa das minhas escolhas mesmo. A batalha acabou ficando mais heroica, embora menos plausivel para uma criança. O final foi muito mais legal, com a promessa de voltar para casa na TARDIS.
O terceiro, por sua vez, foi mais curto, porém mais dramático. O resgate final do Doutor foi heroico, entretanto, as pessoas retiradas do seu tempo tiveram um destino incerto. O destaque mesmo dessa conclusão foi o fato que o Doutor diz que no caminho de volta talvez a TARDIS poderia se perder e me levar para outros lugares — sim, quero me perder no espaço com ele! 
O último caminho foi mais destrutivo, com bastante vandalismo dos aliens. Cruzei com algumas passagens das outras histórias, mas o final foi diferente, trazendo uma nova lição sobre poder e força que não estava nas anteriores. Foi um estilo mais "moral da história".
Não sei se há mais finais pois tive que literalmente me obrigar a parar de ler. Eu sou imensamente curiosa por natureza, mas se continuasse desbravando esse livro perderia todo o tempo livre que tenho para ler as obras que estão na minha lista de leitura. No resumo, vocês decididamente não vão encontrar grandes revelações sobre o mundo de Doctor Who, nem palavras bonitas, nem nada do tipo. É preciso ter uma curiosidade genuína para gostar da experiência, sei que muita gente torceria o rosto para a simplicidade das tramas. É uma brincadeira mesmo, não espere nada elaborado, apenas se divirta com as possibilidades. Dei cinco estrelas e coloquei nos favoritos do Skoob porque sou babona e sentimental, não tenho vergonha de admitir que no fundo sou apenas uma criança crescida!

Não percam as minhas próximas opiniões, trarei ótimas obras!

Para ler todas as minhas opiniões sobre os demais livros que já li, clique aqui.

Para conhecer os meus livros, clique aqui.

Para ler mais postagens sobre Doctor Who, clique aqui.

Beijinhos Alados,
0 Comentários
Comentários

Comente!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts relacionados