Caso alguma imagem do blog não esteja aparecendo, por favor, avise nos comentários da postagem em questão!

20/03/2015

Coisas de Escritora - O Protagonista

Dos livros que eu já li até agora, em apenas 90% realmente gostei do protagonista. Esse dado, alados meus, serve para exemplificar que nem sempre o personagem principal é a peça mais importante de uma história, embora possa ser uma chance de manter seus leitores satisfeitos do início ao fim da trama. Pense bem: o que acontecerá se algum personagem mais amado do que o principal precisar ser retirado da história? Será que os leitores vão querer chegar até o final apenas "aturando" o protagonista?
O problema número um acontece quando o personagem principal é considerado um herói. As pessoas tendem a achar que eles têm que ser necessariamente corajosos e inquestionavelmente altruístas, tendo como defeito apenas o fato de querer salvar o mundo inteiro, tendo nos ombros o fardo de ser o único capaz de evitar a ruína de todos. Essa linha de pensamento leva à criação de protagonistas com a personalidade fraca, que quase não conquistam admiradores. Aposto que você já conseguiu pensar em pelo menos três que são mais desprezados que os vilões.
Eu não estou falando, é claro, que os personagens principais precisam ser maus, mas a personalidade tem que ser forte, bem estruturada, pois eles serão os mais "desgastados". Eles vão ser aqueles melhores amigos que estão no nosso lado o dia inteiro, faça chuva ou faça sol. Uma boa dica é colocar um traço humorístico nas características dele, algo na personalidade que vai atrair o leitor. Outra coisa que ajuda é colocar os personagens mais próximos como "complementares": ele pode ser impaciente, mas ter um grande amigo que o equilibra com uma dose maior de calma, etc.
Claro que há gostos e gostos, é impossível agradar todo mundo. O essencial é ser o mais detalhista possível com relação ao nosso amigo que mais será mencionado ao decorrer do livro, tentar estruturá-lo bem. Qualquer dia desses farei uma postagem explicando isso com mais detalhes, mas a dica de hoje é apenas a seguinte: evite os "picolés de chuchu". Tempere bem os seus "bebês", assim não terá erro.

Espero que tenham gostado do texto de hoje! Não posso deixar, é claro, de terminar o post convidando a todos a conhecer os meus livros, os links deles estão na seguinte página:


Estou contando com o apoio de todo mundo. Mesmo que você não esteja em condições de comprá-lo, uma divulgação já é muito bem-vinda!

Para ler mais "Coisas de Escritora", clique aqui.

Beijinhos Alados,
0 Comentários
Comentários

Comente!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts relacionados