Caso alguma imagem do blog não esteja aparecendo, por favor, avise nos comentários da postagem em questão!

19/05/2014

Coisas de Escritora - Nunca leia rápido demais!

Algumas pessoas se vangloriam por conseguir ler vários livros por mês, centenas deles por ano, mais de um em um dia... Cada pessoa tem seu ritmo; se você, alado meu, consegue ler de forma mais rápida do que os "meros mortais", tudo bem, não há problema algum!
Agora, se você é um escritor, talvez esse hábito não seja lá muito saudável. Já se perguntou como um escritor consegue refinar sua escrita para uma narração fluida? Ora, é possível aprender técnicas, seguir conselhos de autores mais experientes, mas a verdade mesmo é que é só com a leitura constante que podemos fazer com que nossa escrita se torne cada vez mais natural. Com o tempo, você já vai até escrevendo palavras que nunca esperava usar uma frase, e inventar coisas que nem parecem que foram feitas por si próprio.
É preciso, entretanto, que durante a leitura diária seja usado o máximo de concentração possível. É preciso consultar o dicionário sempre que não conseguimos repetir mentalmente a definição de um vocábulo, saborear o ritmo de cada frase, ler prestando atenção em onde está posicionada cada vírgula, cada ponto, cada travessão... etc. Reler as melhores obras também é uma ótima opção, mas sei muito bem que isso nem sempre é possível, portanto, recomendo que, em vez disso, só passe para o parágrafo seguinte de uma obra quando entender completamente o anterior. Também já ajuda bastante se você tem o hábito de conferir se determinada situação é mesmo verossímil (lembrando que a verossimilhança não tem a ver com ser igual à realidade, mas sim com não ter furos na lógica dos eventos). Com isso, você também se habituará a prestar atenção nos tropeços de sua própria história, e sentir o ritmo dela, como se você mesmo fosse seu leitor.
Acredito que o que acontece é que, ao treinar o cérebro para se acostumar com frases escritas da maneira certa, a pessoa passa a perceber com mais facilidade quando algo está fora do lugar.
E então você me pergunta: "Quanto tempo preciso levar para ler um livro?" Para mim, a leitura precisa ser feita na velocidade suficiente para que cada palavra chegue ao nosso coração. Se o sangue que corre nas nossas veias ainda demora um tempo para chegar ao coração, porque as palavras levariam apenas um átimo? Claro que isso é apenas uma símile, não pense que as letras vão navegando entre glóbulos vermelhos e plaquetas que isso não aocntece de verdade não... hehehe (mas ainda assim é uma imagem mental maravilhosa, não acham?)
Claro que para todo escritor de verdade essa leitura pausada não é nenhum aborrecimento. Quem ama o mundo das letras não se sente incomodado de alongar sua estada nesse universo. Quem dera pudéssemos ficar o dia inteiro, se perdendo em fantasias, suspenses e aventuras! Mas é preciso viver também. Embora seja bem menos empolgante, a vida real também está repleta de inspirações, basta estar atento e ter a sensibilidade de achar pequenas pérolas no meio da correria...

Não posso deixar, é claro, de terminar o post convidando a todos a conhecer o meu livro "Doce Sonho Alado", o link dele é o seguinte:


Estou contando com o apoio de todo mundo. Mesmo que você não esteja em condições de comprá-lo, uma divulgação já é muito bem-vinda!

Para ler mais "Coisas de Escritora", clique aqui.

Beijinhos Alados,
0 Comentários
Comentários

Comente!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts relacionados