Caso alguma imagem do blog não esteja aparecendo, por favor, avise nos comentários da postagem em questão!

03/04/2014

Livro - Avisterram (Edição Kindle)

É uma pena, alados meus, que eu não tenha conseguido entrar em contato com a autora do livro "Avisterram", principalmente porque foi uma leitura bem interessante; eu gostei, de verdade. Não posso dizer que foi um dos melhores livros que eu já li mas, sem dúvida, fica entre os que me marcaram de alguma forma. Portanto, alados, se algum dia algum de vocês se deparar com a senhorita "Maria Luiza Brito Sobral", digam a ela que tem uma blogueira louca (eu) querendo a entrevistar, entrar em contato de alguma forma.

Como já é de costume nos posts sobre literatura, deixo aqui também o link do meu próprio livro. Se puder me ajudar, nem que seja com uma divulgação básica, já me deixaria imensamente feliz:


Conto com a ajuda de todos, nem que seja uma contribuição mais humilde. Agora vamos ao post, espero que vocês curtam!

Avisterram, Maria Luiza Brito:

Como já é de costume, começo falando sobre os aspectos físicos. A única coisa errada nessa edição em e-book foi que do ponto em que eu cheguei a 60% da leitura até os 75%, foi repetido um grande trecho da história. Não é algo que incomode muito a leitura, já que a história está integralmente contida no e-book, mas nos dá a falsa impressão de que o livro é um pouco maior do que realmente é. Fora isso, nada a reclamar, de verdade.
Bom, vamos começar a minha opinião em si. Não vai ser muito longa, mas espero que ajude vocês  a se decidir a embarcar nessa aventura fantástica!

Trecho do livro:

    "O passarinho desceu da árvore e pousou no ombro de Sophia, permitindo que a menina passasse os dedos debaixo de seu bico. Então a ave levantou voo e saiu em disparada.
    — Ei, espere aí! — Sophia correu atrás do pássaro, que seguiu voando até um lago. E lá estava ela, a cachoeira. A ave voou adiante e entrou pela queda d'água. Sophia parou e ficou olhando. Tinha que chegar até a cachoeira. De pronto, a menina tirou a pantufa e colocou a ponta do pé nas águas do lago.
    — Ai! — exclamou. Estava tão gelado que teve a sensação de que alfinetes lhe espetavam o pé. Hum... tenho que ir pelas pedras.
    Sophia apagou a vela e a jogou no bolso grande da camisola, junto com as pantufas, depois subiu nas pedras que estavam ao redor da cachoeira, com cuidado para não escorregar no musgo.
    Já estava quase ao lado da queda d'água, as unhas das mãos cravadas na pedra. Quando colocou a mão na água, sentiu o quanto estava fria e forte.
    — Se eu entrar aí, vou cair nesse lago e morrer congelada — pensou.
    O poema de Luza ressoou na cabeça de Sophia: Não tenha medo da água, ou então nunca a encontrará. Ela respirou fundo três vezes.
    — Tudo bem. Um... dois... três! — e pulou na cachoeira".

Minha opinião pessoal:

Enquanto lia "Avisterram", senti-me como se estivesse dentro de um desenho animado, daqueles bem caricatos mesmo. A história se passa nos anos 1900-1901, e no princípio fiquei um pouco perdida, pois não dava para saber que época era relatada. Porém, lá pelo meio fui entendendo que não era uma história moderna, e a leitura começou a fluir de forma mais sossegada.
A narrativa, na maioria das vezes, é um pouco rápida, no sentido de que não para para descrever as coisas ao redor. A Sophia começa a andar e, de repente: "Opa! Como essa menina chegou aí tão rápido?" Hehehe... não sei se vocês entenderam, mas é mais ou menos assim.
O que eu mais gostei é que é um tipo de fantasia própria, com nomes e criaturas diferentes, mas que não chega a ser ridícula. Sim, existem certos tipos de história que quando tentam deixar a atmosfera mais fantástica acabam pesando muito na dose e deixam tudo meio tosco. Mas "Avisterram" é bem equilibrado, mesmo que uma coisa ou outra tenha quase atravessado a fronteira. Digamos que o mundo relatado no livro foi criado com harmonia suficiente.

A todo instante, ficava pensando como seria se a minha Evie (que, para quem não sabe, é a personagem principal do meu livro) estivesse no lugar da Sophia. Sem sombra de dúvidas ela teria, no mínimo, mandado o senhor e a senhora Finnigan "pastarem"... hehehe. A Sophia é bastante obstinada, mas não tem muita audácia (o que a minha Evie tem até de sobra... hehe). Não cheguei, entretanto, a ficar com raiva dela por causa dessa submissão, pois condiz perfeitamente com a época em que a história é narrada. Naquele tempo, as meninas não tinham condição nenhuma de ser mais atrevidas. Meu personagem favorito, é claro, foi o senhor Lud (por que será? Hehehe). O Aldar também é um personagem bem interessante, embora não tenha me cativado completamente. Cheguei até a gostar do Marcus durante o tempo em que ele ficou em Avisterram, mas depois ele se revelou apenas como sendo um "filhinho da mamãe" mesmo. Uma pena, achava que ele se tornaria um aliado da Sophia depois de tudo o que aconteceu...
Infelizmente, o final não me agradou. Não que tenha sido vago ou incorreto, mas porque me trouxe um verdadeiro anticlímax, interrompeu toda a adrenalina das últimas emoções da aventura. Mas o caminho antes disso valeu a pena, e eu só não o considero um dos meus livros favoritos por causa dessa "jogada" do final. Quero dizer, eu o coloquei nos favoritos do Skoob, mas os que eu marco lá são os que eu realmente recomendo, sabe.
Enfim, vale a pena ler por causa do enredo em geral, apenas ignorem as últimas linhas. Vale a pena para quem gosta de magia e de enredos que não são centrados em um casal "melosamente apaixonado" (tipo... eu! Hehehehe). É inocente, encantador e divertido, disso você pode ter certeza!

Ainda estou lendo o famoso livro físico "A Guerra dos Tronos". Como ele é bem grande, já sabem que teremos vários livros da Amazon antes que eu consiga terminar de lê-lo, né? Hehehe...

Para saber minhas opiniões sobre os demais livros que já li, clique aqui.

Beijinhos Alados,
1 Comentários
Comentários

Um comentário:

  1. Olá (:
    Estava procurando informações sobre o livro e dei uma lida rápida em seu blog. Eu conheço a autora, nós estudamos juntas. Você ainda tem interesse em falar com ela??

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts relacionados