Caso alguma imagem do blog não esteja aparecendo, por favor, avise nos comentários da postagem em questão!

28/05/2013

Entrevista DSA com Vanessa Tourinho

Não disse que teríamos mais uma entrevista hoje? De manhã conhecemos a Fabiane, agora conheceremos mais uma das novas autoras que estarão comigo no livro "Amores Impossíveis". Espero que vocês tenham aprovado esse sistema de fazer dois posts pois, como já disse na entrevista anterior, teremos esse mesmo esquema nesta quinta-feira.
Então preparem-se para começar a ler mais uma entrevista maravilhosa... o que você está esperando? Comece logo a ler:

Entrevista DSA com Vanessa Tourinho:

Já repararam que nas entrevistas há algumas perguntas que faço para todos? Essas questões são as que considero ser primordiais para se conhecer a personalidade de cada pessoa que passa por aqui. Já repararam que, embora a pergunta seja sempre a mesma, o estilo das respostas é sempre diferente? Uns respondem de forma mais descontraída, outros de forma mais séria, depende de cada um.
Depois das entrevistas com a Francine, o Wellington e com a Fabiane, nossa quarta entrevistada será Vanessa Tourinho, ela é blogueira e está prestes a lançar seu primeiro livro, chamado: "Transmutados: O desconhecido", primeiro volume de uma série.
Que tal saber mais sobre ela? Não deixe de ler até o final, posso garantir que está muito interessante a entrevista!

Perguntas:

DSA: Antes de tudo, queria parabenizá-la por estar conosco no livro "Amores Impossíveis"! Como foi para você participar do CLEC? Escrever o conto foi uma tarefa fácil ou exigiu um certo esforço?
Vanessa: Obrigada, Sheila. Parabéns a nós! :) Participar do CLEC foi um teste de paciência, já que soube do concurso há alguns dias das inscrições encerrarem, e até aquele momento não tinha ideia do que escrever. Escrever é um ato sempre prazeroso para mim, mas como estou acostumada a construir textos maiores, escrever um conto, meu primeiro conto, foi um trabalho que exigiu esforço, mas que valeu cada minuto de ansiedade.

Comentário pessoal: nossa, arrazou heim! No primeiro conto já foi escolhida para participar de uma antologia!

DSA: Agora conte-nos o que levou você a querer ser escritora. Foi um sonho de infância ou algo mais recente?
Vanessa: Querer ser escritora não foi um ato pensado, apenas aconteceu. Há alguns anos atrás assisti o filme "Heróis" e me apaixonei pelos personagens. Inspirada, acabei imaginando como seria nascer com poderes, e essa ideia louca ficou na minha cabeça por semanas, até que eu decidi colocá-la no papel, ou melhor, no computador. Quando me dei conta, a "historinha" que eu tinha intenção de escrever, se tornou um livro, que decidi publicar (incentivada pelos amigos) depois de um tempo na gaveta. 
Apesar de não ter sido intencional, hoje não consigo me ver feliz em outra profissão. Acredito que ter tido meu conto selecionado para o CLEC foi só uma confirmação de que eu estou no caminho certo.
Comentário pessoal: poxa, era para eu ter feito a pergunta de qual superpoder você escolheria caso pudesse ter um! Espero realmente que você siga nesse caminho e não desista jamais!

DSA: Agora uma pergunta mais descontraída: tem alguma situação inusitada ou curiosa que você já passou que gostaria de nos contar?
Vanessa: Oh, gosh, realmente não consigo me lembrar de nenhum momento inusitado que eu tenha passado. Meus amigos, se estivessem por perto, com certeza me lembrariam de muitos. Não tenho boa memória, e, existem situações que é melhor esquecer mesmo. Hahahaha :S
Comentário pessoal: ah, que pena! Isso não se faz, heim, não gosto de ficar na curiosidade... Mas tudo bem, eu entendo, às vezes bate aquele "nox" e não lembramos de nada... Hehehe...

DSA: Eu já declarei aqui no meu blog que sou maníaca por histórias, sejam elas quais forem. Conte para nós: de quais livros, séries e filmes você mais gosta? Se você de repente virasse um personagem fictício, em qual desses "mundos" gostaria de estar?
Vanessa:  Livros. <3 *-* Alguns dos meus favoritos são: A História de Um Casamento, Outlander, House Of Night, As Crônicas de Sookie Stackhouse, The Maze Runner, Alta Tensão, Viva Para Contar... Se eu virasse um personagem, adoraria ser a Sookie, morar em Bon Temps, e sequestrar o Eric Northman para mim, mas como a Sookie é uma humana, e frágil demais para o mundo em que vive, poderia viver em Oklahoma como uma vampira de The House of Night, menos a Zoey, please! Ela tem problemas demais, coitada! :S

DSA: Conte-me uma coisa sobre você que você nunca contou no mundo virtua.
Vanessa: Não sei assoviar, estalar os dedos, andar de bicicleta e nem nadar. Pois é, sou estranha, eu sei!
Comentário pessoal: compartilhamos o "não saber andar de bicicleta e nadar". Não tem nada de mal em ser "estranha", ser normal deve ser tão chato... eu não sei como é, mas parece ser chato... Hehehe...

DSA: O que você mais gosta de fazer em seu tempo livre?
Vanessa: Estar com os amigos e me divertir com as loucuras deles! <3 Esquecer dos problemas, pra variar.

DSA: Tem algum lugar no mundo que você sonha visitar? Se sim, por que você o visitaria?
Vanessa: Sim, México! \0/ Sou apaixonada pelo sotaque mexicano. Adoraria conhecer o país, conversar com as pessoas de lá, só para ouvi-las falando com aquele sotaque que eu tanto gosto. *-*
Comentário pessoal: ah, realmente um lugar maravilhoso! Em uma das postagens aqui do DSa já falei que é um dos lugares que eu amaria visitar. De certa forma, acho que a maioria dos brasileiros é apaixonado pelo méxico, por causa, principalmente do Chaves e das novelas mexicanas (por acaso, amo ambos).

DSA: Se pudesse mudar algo na realidade brasileira, o que seria?
Vanessa: Que a população lesse mais. E que as editoras valorizassem mais os autores brasileiros, que investissem tanto dinheiro no escritores brasileiros, quanto investem nos estrangeiros.
Comentário pessoal: mais uma vez, isso também é reflexo da educação de baixa qualidade daqui. Infelizmente vivemos num país em que investe-se muito nos salários dos políticos e em construção de estádios, e pouco se faz por aquilo que é essencial. Também existe o fato de que os pais brasileiros dão bolas de futebol para seus filhos desde cedo, e nunca compram sequer um gibi para eles. Pode crer, já vi dezenas de exemplos disso.

DSA: Você tem alguma meta para o ano de 2013? Ou prefere que as coisas aconteçam naturalmente?
Vanessa: Já vivi muito de metas. O que eu descobri? Que elas não dão certo. A vida tem que fluir naturalmente. Tudo fica mais divertido quando você deixa de viver estipulando metas para você. 
Comentário pessoal: eu acredito que isso varia de pessoa a pessoa. Tem gente que funciona melhor sob pressão, outros preferem levar a vida com naturalidade. Aliás, dá para se descobrir muito sobre a personalidade da pessoa com esta pergunta, por isso sempre a incluo nas entrevistas.

DSA: Se pudesse dar um presente material para alguém, o que seria? E para quem você o daria?
Vanessa: Um livro, a todos aqueles que dizem que ler é chato, mas nunca tentaram ler.
Comentário pessoal: o problema só seria o que essas pessoas fariam com esse livro...

E o Kiko?

Essa parte da entrevista consiste no seguinte: eu enumero algumas palavras e o entrevistado marca uma opção de acordo com o grau de importância que isso tem na sua vida.

1 - Internet:
(X) Não vivo sem.
(  ) Me importo.
(  ) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.


2 - Lutar pela preservação do meio ambiente:
(  ) Não vivo sem.
(X) Me importo.
(  ) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.


3 - Política:
(  ) Não vivo sem.
(  ) Me importo.
(X) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.


4 - Esportes:
(  ) Não vivo sem.
(  ) Me importo.
(  ) Sou indiferente.
(X) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.


5 - Redes Sociais:
(X) Não vivo sem.
( ) Me importo.
( ) Sou indiferente.
( ) Não me importo.
( ) Desprezo totalmente.


6 - Celular/Telefone:
(  ) Não vivo sem.
(  ) Me importo.
(X) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.


7 - Televisão:
(  ) Não vivo sem.
(  ) Me importo.
(X) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.


8 - Notícias da atualidade:
(  ) Não vivo sem.
(X) Me importo.
(  ) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.


9 - Religião/Deus:
(X) Não vivo sem.
(  ) Me importo.
(  ) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.


10 - Livros:
(X) Não vivo sem.
(  ) Me importo.
(  ) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.

Ping-Pong:

Agora vamos à um ping-pong, responda com uma palavra (ou uma frase):


Escrever é - um prazer.
O mundo seria melhor se... - nos importássemos mais com o próximo.
Não saio de casa sem... - sombrinha. *Chove quase sempre em Belém*
Amor - Família, amigos.
Sucesso - é o reconhecimento de um trabalho bem feito.
Um medo - do desconhecido.
Um sonho - poder viver da/para a literatura.
Essa entrevista para mim foi - muito divertida! <3
Amores Impossíveis é - um porta para que eu continue lutando para realizar meus sonhos.
A Vanessa é - tímida na maioria das vezes, mas legal, se você se dispor a conhecê-la. Fiel aos amigos, e sonhadora demais.

Muito obrigada, Vanessa, pela entrevista incrível! Se você leu até aqui, significa que se interessou de alguma forma pelo seu trabalho, então não deixe de visitar os links abaixo, que são tanto do livro dela quanto de seus blogs:

 
Espero que tenham gostado da segunda entrevista de hoje, quinta-feira conheceremos mais dois dos autores que estarão no "Amores Impossíveis"!!!

Para conferir todas as entrevistas, clique aqui

Beijinhos Alados,
4 Comentários
Comentários

4 comentários:

  1. Quando você conversou comigo sobre a possibilidade de ser entrevistado e comentou sobre as questões achei muito interessante justamente por mostrar as diferenças das respostas entre pessoas tão diferentes e ao mesmo tempo tão iguais (se é que você entende esse raciocínio) kkkk
    Não me recordo de onde, mas tenho certeza que já vi algo sobre a Vanessa na blogosfera. De qualquer forma gostei de conhecê-la e de saber sobre seu interesse em conhecer o México, terra de um dos meus maiores ídolos: Roberto Gómez Bolaños, como você bem lembrou, o excepcional Chaves.

    Beijos
    Ricardo - www.blogovershock.com.br

    ResponderExcluir

  2. Olá!!!, Deus te abençoe o seu blog é um sucesso amei post maravilhoso, estou te seguindo OBRIGADO PELA VISITA
    Curta e participe do meu blog, fan Page, twitter, instragam e canal do youtube.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Super concordo que isso de metas varia de pessoa para pessoa, como a maioria das coisas em nossas vidas. ;)
    E o sobre o superpoder, escolheria a telepatia!
    Adorei participar da entrevista, Sheila! Foi bem divertido, obrigada pelo espaço. :)
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Que graça que é a Vanessa... E fiquei curiosa em conhecer este livro que surgiu assim, tão naturalmente (rs). Quando tiver previsão para o lançamento, você poderia postar por aqui, Sheila? :)
    Aliás, Sheila, o seu jeito de entrevistar é tão espontâneo que revela o melhor de cada pessoa. Estou curtindo acompanhar! Parabéns pela iniciativa!
    E parabéns para a Vanessa-flor! Que venha Amores Impossíveis!
    Beijo carinhoso =*

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts relacionados