Caso alguma imagem do blog não esteja aparecendo, por favor, avise nos comentários da postagem em questão!

31/05/2013

Entrevista DSA com... COMIGO?

Alados, vejam só até onde vai a loucura da pessoa: entrevistar a si mesma?!! Recomendo que vocês leiam a postagem de hoje nem que seja para rir da minha "canjiquice"; onde já se viu uma pessoa fazer perguntas para si mesma, depois as responder e ainda por cima comentar o que ela própria acabou de escrever? Sério, isso só poderia ser invenção da minha "cachola" mesmo... Hehehe... Quem me conhece de verdade sabe que isso é a minha cara!
Imagina só se isso vira moda e os blogueiros começam a fazer entrevistas consigo mesmos? Ah, não, quero créditos se alguém fizer algo parecido!

Entrevista DSA com... COMIGO?

Quem leu a segunda postagem de ontem, viu que o Wesley havia escrito algo realmente interessante em uma das suas respostas: "E isso me faz pensar em uma coisa: quem vai entrevistar você? Queremos saber suas respostas também, oras!" Oras, respondo eu: não pode haver pessoa mais genial para me entrevistar do que eu mesma! Kkkkk...
Estou correndo sérios riscos de vocês duvidarem da minha sanidade mental, eu sei. Mesmo assim, gostei tanto da ideia que não pude adiar mais, é quase um desafio!!! Só não espere que vá ser uma postagem séria, pois está longe de ser... Hehehe...
Depois das entrevistas com a Francine, o Wellington, a Fabiane, a Vanessa, o Ricardo e o Wesley; eu, Sheila Lima "Wing", não poderia ficar de fora, já que sou a pessoa que mais bem conheço, e também estarei junto com eles no livro "Amores Impossíveis"! Tá esperando o quê, comece a ler as perguntas, respostas e comentários da nerd louca aqui!

Perguntas:


DSA: Antes de tudo, queria parabenizá-la por estar no livro "Amores Impossíveis"! Como foi para você participar do CLEC? Escrever o conto foi uma tarefa fácil ou exigiu um certo esforço?
Sheila: Muito obrigada pelos parabéns! Parabéns para você também, "eu"! Hehehe...
Bom, como vocês já sabem, eu não sou nem um pouco ligada à escrita de contos românticos (nem ao menos gosto de histórias com o tema "amor romântico"); então, de certa forma, escrever foi um pouco difícil. Acho que consegui enganar bem, pois fui escolhida né? Ainda assim, releio o meu conto e ainda o acho muito sem-graça (pense numa coisa besta!).
Fiquei feliz por ser escolhida, já é uma conquista, não? Todavia, minha alegria ainda não está completa. O que quero mesmo é conseguir publicar o meu bebê, o livro "Doce Sonho Alado" (e suas sequências, claro). Para tanto, devo dizer que já sei que deverei trilhar um caminho de incertezas, e estou lutando com todas as minhas forças para não entrar em crise... Snif, snif.

Comentário pessoal: calma, a jornada apenas começou! Ainda tem muita coisa para acontecer, só não será na velocidade que esperava... Fazer o quê? O jeito é seguir em frente, nunca desistir (sei que você sabe fazer isso bem).

DSA: Agora conte-nos o que levou você a querer ser escritora. Foi um sonho de infância ou algo mais recente?
Sheila: Cara, a história é tão looonga... já contei isso aqui uma vez, lembra? Olha, não quero escrever tudo de novo não!

Comentário pessoal: tudo bem, descanse um pouco a mente e os dedinhos! Se você, alado amigo, quiser saber esta história com detalhes, basta clicar aqui e ler o texto no final da página.

DSA: Agora uma pergunta mais descontraída: tem alguma situação inusitada ou curiosa que você já passou que gostaria de nos contar?
Sheila: Vixe, eu sou do tipo de pessoa mega desastrada, então já aconteceram umas boas como o dia em que a fonte do computador explodiu quando o liguei, ou quando eu entalei uma bola numa daquelas máquinas de jogar basquete numa casa de festas, ou quando sentei sem querer numa cadeira molhada da igreja (e tive de ficar com os "fundilhos úmidos"), ou por já ter torcido meu pé direito três vezes...
Contarei hoje uma que só cheguei a falar via comentário: uma vez estava cantando a música "My heart is broken" do Evanescence. Como vocês sabem, a Amy Lee canta muito bem, tem uma voz maravilhosa; o que sinceramente eu não tenho... Hehehe...
Até aí, nada de mais. O que acontece é que o Lalo (meu computador) fica na sala, e o portão dá direto na rua, qualquer um que olhar pelas grades pode me ver.
Em certo momento, olhei para o portão, e o que vi: duas crianças me olhando como se estivessem vendo um espetáculo de circo. Eu ainda perguntei o que elas queriam (afinal de contas, vem um monte de gente aqui em casa, porque meu pai conserta ventiladores, então elas poderiam ser filhas de um cliente). Elas responderam: "Nada não", e continuaram a me olhar com uma tremenda "poker face". Pra vocês pode não ser tão constrangedor... mas para mim é um pouquinho sim.

Comentário pessoal: e quando você pensa que eu aprendi a lição e nunca mais cantei na sala de casa, devo informar que continuo cantando (inclusive enquanto estava escrevendo esta resposta).

DSA: Eu já declarei aqui no meu blog que sou maníaca por histórias, sejam elas quais forem. Conte para nós: de quais livros, séries e filmes você mais gosta? Se você de repente virasse um personagem fictício, em qual desses "mundos" gostaria de estar?
Sheila: Oh, céus, quer mesmo me fazer escrever todas? Bom, livros: todos das sagas "Harry Potter", "Percy Jackson", As "Crônicas de Nárnia" (estou lendo agora), "Fallen", "Halo" e ainda os livros "Heidi", todos os da Lygia Bonjunga, "O Natal da Esperança", "A Regra dos Dois Minutos", entre outros (sem contar os que estão na lista dos que logo lerei).
Séries: "Doctor Who", "Supernatural", "Once Upon a time", "The Big Bang Theory", "Pretty Little Liars", "Diários de um Vampiro", "Glee", "Nikita", "A Lei de Harry", "Alvo Humano", "O Mentalista", "Dois Homens e Meio" e mais uma lista imensa de outras.
Filmes: praticamente todas as adaptações de livros, "Star Wars" (todos), "Sombras da Noite" e praticamente todos os outros fimes do Johnny Deep (incluo os quatro de "Piratas do Caribe", claro!), "Elektra", "DOA - Vivo ou Morto", "Constantine", e praticamente todas as animações. Não consigo dar uma lista mais detalhada pois seria imensa...
Se fosse escolher um desses mundos para viver, não hesitaria em ir a Hogwarts, papo final (ainda estou esperando minha carta que não chega nunca... hehe).

Comentário pessoal: mas também não dispensaria uma visitinha à "Estrela da Morte", ou uma voltinha de "TARDIS", ou uma visitinha ao "Acampamento Meio-Sangue"... Vixe, seria incrível poder ser uma caçadora e partir numa aventura com os irmãos Winchester; ou ir ao  apartamento do Sheldon e do Leonard (e sentar no lugar do Sheldon)... Que bruta indecisão!

DSA: Conte-me uma coisa sobre você que você nunca contou no mundo virtual.
Sheila: difícil é encontrar algo que eu nunca havia dito por aqui... Hehe. Acho que nunca contei que um dos meus sonhos é o de aprender a tocar guitarra, para tocar especificamente a música "Woman" do Wolfmother.

Comentário pessoal: e lá vai a frustrada da vida que não sabe tocar instrumento algum... imagino que depois dessa você quereria aprender um monte de outras músicas... e tudo isso com pesquisas estratégicas na internet, não é? Eu te conheço, "mestre Jedi"!

DSA: O que você mais gosta de fazer em seu tempo livre?
Sheila: Não vou responder nem ler, nem escrever, nem desenhar, pois são coisas que já estão tão presentes na minha rotina que não podem ser consideradas hobbies. Falarei então em assistir televisão, ver filmes online (as séries também fazem parte da rotina), fazer palavras cruzadas ou trabalhos manuais. Mas na maior parte do tempo converso com Denise, minha irmã. Nossos papos são bem extensos, e abrangem uma grande variedade de assuntos; que vão desde a Segunda Guerra Mundial até o "quadradinho de oito".

Comentário pessoal: calma, quando falamos sobre o "quadradinho de oito" estávamos discutindo sobre como é péssimo que os pais estimulem as crianças a dançar coisas do tipo. Pense bem: se eles aplaudem, é o primeiro passo para que eles partam para coisas piores. Estávamos olhando do ponto de vista pedagógico.
Vê se explica as coisas do jeito certo, nerdesa!

DSA: Se pudesse comprar algo material bem caro, o que seria?
Sheila: Eu e minha irmã temos o sonho de fazer uma coleção de "armas" das histórias que gostamos, algo como: a espada de Gryffindor, as varinhas de praticamente todo mundo de HP, os sabres de luz de todos em "Star Wars", a chave de fenda supersônica do Doutor, a espada de Thundera, os sais da Elektra, o arco-e-flecha da Katniss, a Contracorrente, a Mordecostas, a espada do Nico di Angelo, e mais um monte de outras. Seria a coleção mais linda, não? Mas estou longe de sequer comprar um deles, quanto mais todos...

Comentário pessoal: falta de dinheiro dói às vezes, né?

DSA: Se pudesse mudar algo na realidade brasileira, o que seria?
Sheila: Já falei (e repito quantas vezes forem necessárias) que tudo por aqui seria melhor se os políticos investissem mais na Educação. O que complica é que o povo cisma em manter no poder a mesma escória que leva esse país às ruínas. Gostaria muito que os brasileiros pensassem bem antes de votar (coisa que também é reflexo da péssima educação).

DSA: Você tem alguma meta para o ano de 2013? Ou prefere que as coisas aconteçam naturalmente?
Sheila: Eu tinha a meta principal de publicar o meu livro mas, pelo visto, isso só vai acontecer em 2014 (#Mimimimimi). Então sobraram outras metas menores como: voltar com os quadros "Homenagem de 'Quinta'", o antigo "Papo DSM" e fazer mais um "Você no DSA" aqui no blog; terminar de escrever o segundo livro da saga "Doce Sonho Alado" antes que o ano acabe; terminar a minha coleção de nomes e sbrenomes para personagens (que já está na letra "L"); e terminar as reformas no blog e na fanpage. Porém, nenhuma das metas é absoluta, procuro sempre entregar nas mãos de Nossa Senhora, e ela intercede por mim para que a vontade de Deus seja feita, não a minha.

Comentário pessoal: quanto as três últimas, tenho certeza que você consegue, as outras... bom, seja o que Deus quiser.

DSA: Para você, o que um livro precisa ter para ser considerado como bom?
Sheila: Letras. Hehehe... Brincadeira, gente! Eu gosto mais daqueles que tem uma leitura agradável e um enredo original. Mas não tenho preconceitos, se é bem escrito, leio independente de "sobre o que" fala. Gosto mais dos escritos em terceira pessoa; entretanto, "Percy Jackson & Os Olimpianos" é a prova de que existem alguns em primeira pessoa que são tão bem escritos que você nem nota a diferença.

Comentário pessoal: uma dica: quanto mais o autor "pirar" na fantasia, mais eu vou gostar... Hehehe...

E o Kiko?

Essa parte da entrevista consiste no seguinte: eu enumero algumas palavras e o entrevistado marca uma opção de acordo com o grau de importância que isso tem na sua vida.

1 - Internet:
(X) Não vivo sem. *Fiquei três dias sem e não gostei nem um pouco!
(  ) Me importo.
(  ) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.

2 - Lutar pela preservação do meio ambiente:
(  ) Não vivo sem.
(X) Me importo.
(  ) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.

3 - Política:
(  ) Não vivo sem.
(X) Me importo. *Lê-se: por obrigação!
(  ) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.

4 - Esportes:
(  ) Não vivo sem.
(  ) Me importo.
(  ) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(X) Desprezo totalmente.

5 - Redes Sociais:
(X) Não vivo sem.
(  ) Me importo.
(  ) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.

6 - Celular/Telefone:
(  ) Não vivo sem.
(  ) Me importo.
(X) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.

7 - Televisão:
(X) Não vivo sem. *Não tanto quanto a Internet...
(  ) Me importo.
(  ) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.

8 - Notícias da atualidade:
(X) Não vivo sem.
(  ) Me importo.
(  ) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.

9 - Religião/Deus:
(X) Não vivo sem.
(  ) Me importo.
(  ) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.

10 - Livros:
(X) Não vivo sem.
(  ) Me importo.
(  ) Sou indiferente.
(  ) Não me importo.
(  ) Desprezo totalmente.

Ping-Pong:

Agora vamos à um ping-pong, responda com uma palavra (ou uma frase):

Escrever é - uma tarefa árdua, mas prazerosamente deliciosa.
O mundo seria melhor se... - as pessoas realmente tivessem os ensinamentos de Cristo no coração.
Se eu pudesse... - fazer uma publicação independente dos meus livros, seria uma maravilha!
Brasil - um país tão paradoxal quanto eu.
Dinheiro - é bom só pra gastar, dá pra comprar muitos livros, ué!
Um medo - de desabamento :( e de Daleks... Kkkkkk...
Um sonho - alado... Hehehe...
Essa entrevista para mim foi - uma loucura total!
Amores Impossíveis é - mais um passo rumo ao meu Doce Sonho Alado.
A Sheila é - uma eterna contradição.

Obrigada "eu" pela entrevista estupenda, fenomenal, inaudita, fantástica! Se você leu até aqui... significa que você está morrendo de rir da minha cara... não o culpo, eu também estou... Hehehe... Como você já está no meu bloguito, deixarei aqui os links das minhas redes sociais, caso você queira acompanhar todas as novidades:


Espero que tenham gostado da minha entrevista louca! Semana que vem talvez teremos mais uma entrevista com mais uma das novas autoras que estarão no livro "Amores Impossíveis", mas ainda estou esperando o envio das respostas dela.

Para conferir todas as entrevistas, clique aqui.

Beijinhos Alados,
7 Comentários
Comentários

7 comentários:

  1. Sheila-flor!!!
    Adorei! Ri sozinha ao ler sua situação inusitada! Realmente, ser alvo do olhar curioso das crianças – que nem se envergonham quando flagradas – é sempre cômico. (rs)
    E você não é romântica? :O Entendo como é quando reconhecem em nós habilidades que não reconhecemos em nós mesmos. Tenho uma fanfiction de gênero comédia, para o qual me considero fraca. Aliás, foi por me achar fraca em comédia que decidi escrever uma fanfiction na tentativa de desenvolver essa habilidade. Qual foi a minha surpresa quando percebi que era a história com mais comentários e apoio dos leitores? (rs) Olha, flor, algumas vezes precisamos apenas nos libertar do que consideramos nossos próprios padrões... ^.^
    Ótima entrevista! A cada vez que você comenta sobre seu livro, fico curiosa em conhecê-lo (rs).
    Beijo carinhoso e MUITO SUCESSO, Sheila!

    ResponderExcluir
  2. Tudo de bom essa entrevista bipolar! kkkkkk
    Você é uma figura incrível, Sheila.
    Abraços e sucesso!

    Wellington S.O.

    ResponderExcluir
  3. Kkkkkkkkkkk, morrendo de rir com essa entrevista, Sheila! :D
    Isso de achar o conto bobo, simples, aconteceu comigo também. Acho que é normal bater essa falta de confiança em nossa capacidade, mas termos sido selecionadas é um sinal de que devemos parar com essas paranoias, e de que estamos no caminho certo.
    Sua entrevista foi totalmente adorável. Continue lutando por seus sonhos. Realizar sonhos é um trabalho árduo e que exige dedicação, mas vê-los realizados não têm preço.
    #StayStrong

    ResponderExcluir
  4. Sheila, muito legal! hehehe Fico feliz que o meu comentário tenha rendido um post tão legal. hehehe Parabéns! Se tem uma coisa que admiro nas pessoas é a capacidade de confessarem e viverem suas loucuras. =)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Tu nem tá famosa ainda e já tá que nem o Pelé (ele é que tem essa mania de falar dele como se fosse 'outra' pessoa rs)

    Confesso...vc se entrevistar eu até entendi...agora vc fazer 'Comentário pessoal' na sua própria resposta, eu ri.

    É, já me disseram que escritores são pessoas estranhas rs

    Mas é sempre legal saber mais sobre os blogueiros que a gente acompanha.
    E sim, eu também acho que falta educação pro povo, mas acho que mais do que essa que o governo devia financiar, tem faltado educação em casa, aquela básica do 'com licença, obrigada, não bagunçar o espaço alheio'.

    Até porque tem gente com doutorado que não em a menor educação social.

    ResponderExcluir
  6. Ficou bem engraçado a Sheila entrevistando a Sheila kkkkkk
    Sabe, eu entendo muito bem o que você sentiu quando foi "flagrada" cantando. Isso já aconteceu muitas vezes, algumas fazendo "caras e bocas", e não é nada divertido. Aí uma coisa que eu poderia ter contado na entrevista, mas que lembrei só agora kkkkk
    Certamente você irá conseguir atingir suas metas e publicar seu livro, que eu vou querer ler.

    Beijos
    Ricardo - www.blogovershock.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts relacionados