Caso alguma imagem do blog não esteja aparecendo, por favor, avise nos comentários da postagem em questão!

12/10/2012

Papo DSM VII - Nossa Velha Infância + Próximo tema!!!

Que Nossa Senhora Aparecida abençoe todas as crianças do nosso Brasil!!! Como vocês já sabem, hoje no Papo DSM vamos falar exatamente sobre nossa infância e sobre como as crianças de hoje em dia estão vivendo a sua infância (se é que eles tem infância mesmo).
Quero ver todo mundo opinando no assunto de hoje, que vou colocar no final da postagem!!! Peço que todos aproveitem para participar, mesmo que com uma opinião mais simples.
É importante ressaltar que só aceito opiniões a partir de agora do tema NOVO, ok???

Papo DSM VII - Nossa Velha Infância:

É inegável que o conceito de infãncia variou muito com o passar do tempo. E também é inevitável que admitamos que "no tempo que eu era criança, as coisas eram melhores". Eu fico aqui pensando que se antes era bom, foi ficando pior, chegou no horror que é hoje, então como será no futuro? Que infância as crianças que ainda estão para nascer terão?
È tempo de refletir seriamente sobre isso e, se você é pai ou mãe, recomendo que reveja como está educando seu filho. Se você não tem filhos, espero que você possa ser um bom pai, que deixe seu filho ser criança como uma criança deve ser de verdade...
Mas vamos logo para a minha opinião e para a opinião das minhas leitoras amadas???

Minha Opinião

Minha Infância:

Eu não era exatamente uma garota que aprontava todas por aí. Quando eu era criança, era mais pra quieta...
Minhas brincadeiras sempre foram ligadas à imaginação, gostava de brincar de boneca, costurar roupinhas para elas (desde pequena minha mãe me ensinou a mexer com essas coisas), pintar o cabelo delas com canetinha (e fazer uma meleca só), desenhar (e muito!), brincar de várias coisas com minha irmã, como de supermecado, de escolinha... Quer dizer, eram eu, minha irmã, a Talita e o César (nossos dois amigos imaginários).
Também foi na minha infância que eu comecei a minha paixão por ler, tanto livros quanto Gibis da Turma da Mônica. Não tinha muita tecnologia naquele tempo, só o que tínhamos era um Atari muito velho que chamávamos de "Zé do Buraco", esses mini-games vagabundos que vendiam por aí e Tamagoshis. Computador eu só fui conhecer lá para os dez anos, acho... E internet então, só fui mexer quando fiz aula de Informática. Internet em casa só tive bem mais tarde. Só fui ter celular na adolescência, e mesmo assim um bem simples, sem joguinhos e com tela em preto-e-branco.
Na escola, sabe o que eu gostava de brincar na sala, quando não tinha nada para fazer? Eu e minha amiga pegávamos todo o nosso material escolar e fingíamos que eram personagens. Inventávamos cada uma!
Cheguei a brincar algumas vezes na rua, mas isso não era muito frenquente. Já disse a vocês que não moro num lugar muito calminho e naquele tempo não era muito diferente do que é hoje em dia...
E eu assistia muuuuito a TV. Amava ver desenhos no SBT, na Record (via o programa da Eliana), a TVE (quem nunca ouviu no Rá-Tim-Bum "Senta que lá vem a história", não teve infância de verdade). E via vários filmes no Videocassete. Praticamente decorei as falas da maioria deles... Hehehe... Nesse âmbito de gostos por desenhos, acho que continuo até hoje um pouco criança...

A infância de hoje em dia:

Hoje em dia está tudo bem diferente do que era no meu tempo (e olha que eu nem sou tão velha). Por um lado, houveram mudanças naturais, como o contato das crianças com a nova tecnologia. Isso iria acontecer de um jeito ou de outro, pois a curiosidade e o aprendizado infantil proporcianam às crianças um contato natural com o mundo eletrônico.
Agora, o que eu vejo na questão do trato que os pais estão tendo com seus filhos, isso é lamentável. Eu já estudei bastante sobre o desenvolvimento infantil e sei bem que os pais estão fazendo as crianças pularem de uma fase direto para outra.
Eles querem que os filhos já saibam ler aos 3 anos, que a escola os deixem como anjinhos sendo que em casa não há um pingo de educação, dão tudo o que seus filhos querem só para que fiquem quietos, ameaçam muito e cumprem pouco... Um pandemônio!
E ainda por cima vestem seus filhos como adultos, passam maquiagem nas filhas e colocam roupas de mini-periguete, ensinam funk, palavrões a rebolar e fazer gestos obcenos... Depois no futuro vão se perguntar por que os filhos roubam, matam estupram e vão culpar a Deus, sendo que eles próprios que foram os responsáveis.
Não são as crianças que estão nascendo mais imorais, são os pais que estão tendo uma ideia completamente errada do que é educar. Nenhuma criança é senão o reflexo dos pais. Se eles não dão o exemplo certo, não esperem que seus filhos serão príncipes e princesas.
Fico muito feliz quando vejo na rua uma criança se vestindo como criança, quando conheço uma criança que acredita em Papai Noel, no Coelhinho da Páscoa e que pensa que as marionetes tem vida. Pena que essas estão cada vez mais raras.

Opinião dos Leitores:

Tainara - 13 anos
Blog: Apenas uma Otome

 

"Puxa, quando li que o novo tema seria sobre a infância eu lembrei não da minha, mas de um dia, a poucas semanas, no meu curso que falávamos sobre como era nossa infância, se bagunçávamos muito. Você não acredita em quanta historia bizarra apareceu por lá. Até meu professor deu uma de encrequeiro. Ele disse que pegou uma mangueira e molhou toda a casa, a TV pifou, o sofá ficou todo mofado (XD coitada da mãe hein). Acho que a mais engraçada que teve foi a história do meu amigo, ele contou umas 20 e tava difícil acreditar em tudo rsrs ele contou que uma vez, quando tinha uns 9 anos, ele pegou uma Amoeba, tacou no pescoço da avó dele enquanto ela estava dormindo e gritou: "Vó! Olha a COBRA!". Eu quase cai da cadeira quando ele contou. Eu não contei nada, nunca fui de fazer coisas desse tipo.
Nunca tomei banho de mangueira, nunca sai na rua para brincar, nunca fiz mais do que alguns amigos na minha sala, nunca andei de carrinho de rolimã e também nunca tive vontade de fazer alguma coisa que deixasse meus pais com raiva. Eu quase nunca falava, meus pais sempre ficavam fora e eu ficava sozinha em casa. Ou assistia TV ou arranjava algo para fazer, normalmente desenhar (tenho certeza que foi por esse fato que amo desenhar hoje em dia). Eu só fazia birra quando não me escutavam, até hoje não me escutam. Como eu sempre fui a mais nova da família eles não davam muita bola pra mim, por isso não conheço ninguém que não seja meus pais, uns tios, uns primos e minha irmã.
Ah, com ela o negócio foi bem mais complicado. Ela fazia birra POR TUDO, não parava quieta e era uma daquelas encrequeiras que dá vontade de bater até parar de chorar. Muita gente fala que se fossemos da mesma idade iriamos parecer gêmeas, mas só na aparência. Até hoje ela ainda pega alguma coisa minha.
Acho que a infância de hoje em dia não pode ser chamada de infância. O pior é que os pais nem estão se preocupando muito com os filhos, não que a culpa seja totalmente deles. Estamos vivendo uma época difícil em que raras crianças nascem com um pingo de responsabilidade.
Sempre digo que meus filhos iram ser criados como eu fui, não quero que eles saiam por ai com qualquer pessoa, façam qualquer coisa ou se metam em confusão. Terá regras, é obvio, mas não podemos exagerar pois isso também pode fazer mal para o aprendizado da criança".


Alice Aguiar - 24 anos
Blog: Seguindo o coelho branco


"Bom, a minha infância foi perfeita. Eu brincava na rua, brincava de boneca, corria descalça, brincava com os meninos, minha mãe não se importava se eu cortava o cabelo das minhas bonecas, eu não falava palavrão e não ficava me "agarrando" com os meninos na rua. Eu era uma criança. Eu lia livros, jogava video game, assistia desenhos, ficava de pijama sentada na frente de casa.
As crianças de hoje em dia, senhor. Quando eu passo ma rua, só escuto palavrão e brigas. Não pode andar descalça, não pode isso e aquilo.
O menino com 7 anos tem computador, tablet, celular, ipad e tudo que puder e vive reclamando que os pais não dão as coisas para ele --'. Não existem mais crianças e sim mini adultos".

Kaká - 11 anos
Blog: Magicamente Inexplicável

"Bom, eu ainda não posso falar, porque sou um pouco criança ainda e estou vivendo meus melhores momentos agora, ganho muito presentes do meu pai, da minha vó, meu pai diz que sou o bebê mimado dele, (risos). Mas respondendo suas perguntas, acho que a infância está em risco de extinção. E também, que as crianças de hoje estão muito, como posso dizer, maliciosas, namorando cedo, eu moro no Rio Grande do Sul, numa cidade bem pequenininha, e a minha sala de aula é a pior de todo o colégio, do turno da manhã e da noite, só porque somos muito bagunceiros e os meus colegas não param de falar sobre malicias e coisas feias, já até disseram que podemos estragar as crianças assim. E no ano passado, éramos a melhor turma do colégio, não parávamos de ganhar elogios. E agora, somos a pior turma do colégio".

Naiara Rabelo - 13 anos
Blog: Alma Poética

"Bem ainda não cresci muito né...hehe =p,mais minha infância lá pelo 5 a 8 anos era muito divertida, eu brincava com minhas primas de pega-pega e outra brincadeiras conhecidas, mas a brincadeira que eu mais gostava era brincar de boneca, eu tenho até hoje um talento que é criar roupinhas de boneca, então imagine como era meu quarto, nada limpo, minha irmã me ajudava e a gente brincava muito, a gente só saia para comer mesmo. O que eu nunca gostei era de ir para a creche aos meus 5 a seis anos eu sempre chorava muito então hoje compensou eu gosto muito de estudar e hoje meu talento é criar poesias, mas voltando ao assunto, eu creio que eu sinta mais falta era de brincar não se importar mais com nada nem com estudo hehe =P...
Eu acho que a infância de hoje não é mais a mesma coisa,as crianças estão sim deixando a infância de lado, em casos de namorar muito cedo sem responsabilidade exploração ao menos, trabalho infantil, é triste a realidade mas a infância está em extinção sim. Eu acho que toda criança tem direito a infância, a estudo lazer e felicidade. E é isso ai fiquem com deus DSMs".

Marina - 16 anos
Blog: Ler, imaginar e criar

"Minha infância foi bem legal! Eu me lembro que não conversava com nenhuma menina na minha infância. Haha eu adorava brincar de boneco (principalmente uns antigos do filme do G.I Joe), de pião, de bolinha de gude, de carrinho.... Muita gente falava que eu era igual um menino, e não tinha essa coisa de bullying não, eu nem ligava (e nem ligo!). Uma das coisas que mais sinto falta são dos meus primos. A gente se reunia pra jogar baralho, jogo de tabuleiro, bola... Era divertido.
Hoje em dia não tem mais essas coisas. Com cinco anos a criança já tem celular, computador, cinco tipos diferentes de video game, já beija na boca, já acha que é adulto (ou já quer ser um). O que mais vejo hoje em dia é meninos xingando, meninas andando super maquiadas, como se fossem mesmo adultas. Com 10 anos a criança já acha que tem 20"! 


Rosane -15 anos
Blog: Blogbomd+


"Eu me lembro de muitas coisas da minha infância, que eu brincava de boneca e de carrinho (na verdade não importava, contanto que fosse brinquedo) eu não saia para brincar na rua, eu brincava em casa, mas nem por isso as brincadeiras eram ruins. Por isso, eu brincava com vários brinquedos, boneca, carrinho, fazenda com bichinhos de brinquedo, de casinha, bola de gude, tampinhas, festas com bonecas, etc. E quando eu viajava pro interior, eu fazia várias coisas, brincava com terra, com plantas, e com mais terra. Mas o que eu mais fazia era ver TV a TV Globinho era o meu programa preferido, os programas que passavam desenhos também, como a TVE, e às vezes o SBT (não gostava muito do carrossel animado) e quando a gente é criança, parece que é mais fácil fazer amigos, no meu tempo de jardim 1, 2 e 3 todos na minha sala eram meus amiguinhos, parece que as coisas, as amizades foram se resumindo a grupinhos, roda de amigos, eu tenho saudade de algumas amizades de quando eu era criança que hoje eu nem ei mais onde estão. Eu jogava vídeo game, brincava, lia vários livros, enfim era criança.
Bem, acho que hoje em dia existem muitas crianças que são ou querem ser precocemente amadurecidas, se maquiando, namorando, xingando, usando tablets, computadores, e etc, não vejo muito problema nisso, o negócio que essas modernidades estão estragando as boas brincadeira ao ar livre, essas antigas brincadeiras que foram esquecidas, por esse novo mundo de hoje em dia".


Próximo tema:

Agora vamos saber qual é o assunto que nós vamos discutir de  hoje até sexta-feira que vem. Antes de apresentar o tema, vou lembrar a vocês o que é o "Papo DSM" e como você participará dele. Clique em "Leia Mais" para saber.
O "Papo DSM" nada mais é do que divulgar a opinião de quem passa por aqui sobre determinado assunto. Hoje irei um tema e vocês terão até quinta-feira que vem para preparar suas respostas e deixar num comentário. Semana que vem eu publicarei todas, com seus nomes e idades e apresentarei o segundo tema. Simples, não?
A minha opinião pessoal vocês só verão semana que vem, para que ninguém se sinta influenciado por ela.

Como participar?

Deixe aqui nesta postagem um comentário contendo os seguintes dados:
Seu nome:
Sua Idade:
Opinião:
Caso você comente com seu perfil do Blogger, pegarei a imagem de seu perfil para ilustrar a opinião. Se não quiser que eu não coloque a foto do perfil, é só avisar no comentário ou comentar por Nome/URL.
Se preferir (ou se sua opinião estiver muito extensa) mande sua opinião por e-mail, pelo nosso formulário de Contato. Mas deixe aqui um comentário avisando que mandou o e-mail (para que depois eu possa pegar seu avatar e o endereço do seu blog.
Só é permitida uma opinião por pessoa.
Não postarei nenhuma opinião preconceituosa, pornográfica ou que desrespeite pessoas ou entidades. Quaisquer críticas deverão ser feitas com cuidado, sem agredir nada e ninguém.

Papo DSM VIII - Se pudesse, eu iria para...

O DSM quer saber: existe algum lugar no mundo que você gostaria de conhecer (sendo possível ou impossível)? Todo mundo já teve vontade de ir em algum lugar interessante, conhecer novas culturas, visitar lugares legais, ver algo diferente do que vemos no nosso cotidiano...
Qual país do mundo você gostaria muito de conhecer? Por que você iria a esse lugar? Acha que algum dia vai conseguir visitá-lo?

Como eu disse, semana que vem postarei todos os comentários junto com a minha opinião pessoal (postem apenas sobre "Se eu pudesse, eu iria para", o outro papo está encerrado!!!). Não perca tempo, participe!!!

Veja também:
Papo DSM I - As gigantes da TV aberta
Papo DSM II - Cyberbulling (Facebullying)
Papo DSM III - Sou/fui fã de...
Papo DSM IV - Sou brasileira(o) e amo isso!!!
Papo DSM V - Amizade Virtual
Papo DSM VI - Minhas Manias

Mil Sweetkisses,
  
Que nossa Mãezinha Aparecida interceda por todos e que cubra-nos com seu manto sagrado a cada momento... Nossa Senhora da Conceição Aparecida, rogai por nós!!! 

5 Comentários
Comentários

5 comentários:

  1. Ficou muito bonita a postagem e a entrevista parabéns sheila.Amei mesmo todas as opiniões beijos.
    almapoeticaa.blogspót.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Seu nome:Rosane
    Sua Idade:15
    Opinião:Nossa eu acho que eu vou ter muita coisa para falar nesse papo DSM, porque desde a algum tempo que eu sonho em ir á vários lugares, mas, se eu pudesse eu iria para 4 lugares que eu amo de paixão, sabe aqueles lugares que na ida você nem dorme com tanta ansiedade pela viajem e na volt você fico triste e acha que a viagem foi pouca e quer voltar mais veses? Acho que vai ser assim quando eu viajar para esses lugares o Japão, a Disney, a New York,e a Paris por vários motivos. Eu quero ir para a Disney por que eu acredito que lá é um lugar mágico, de sonhos,Esse sonho é instigado mais ainda, pela televisão, e pelas belas imagens que eu vejo em tumblrs e em sites de imagens, acho lá um lugar bonito, com os personagens da Disney a gente pode tirar fotos com eles,ver gente com aquele mesmo brilho no olhar, castelos lindo(acredito que podemos ver castelos lá) muito mais, Disney é meu sonho de consumo.O outro lugar é New York, eu não era tão apaixonada por New York, até ver várias reportagens, e coisas na TV e na internet sobre lá. Quem nunca sonhou em passear pelas ruas de new York, Ver a estátua da Liberdade de perto, usar camisas i love New York e aqueles chapéis pontudos imitando o chapéu da estátua da liberdade.Acho que New York está mais ligado a festa, alegria, diversão,e por que lá é bonito por isso eu quero ir pra lá.Não poderia esquecer da minha amada Paris acho que esse foi o primeiro lugar que eu tive vontade de viajar, mais viajar mesmo,nem preciso dizer os motivos, por que lá é um lugar lindo,tem a torre Eiffel, as luzes ai as luzes de Paris, acho que as luzes de Paris parece tão romântico, aliás Paris inteira é romântica, linda inesquecível, ficava sonhando vendo filmes onde tinha Paris envolvida, eu acho a torre Eiffel linda pra variar.E por ultimo e com certeza não menos importante, o Japão, esses Pais me conquistou desde que comecei a conhecer o mundo dos mangás e animes( na verdade eu já conhecia animes e mangás, mias comecei a conhecer de fato agora) por isso eu digo que sou uma otaku iniciante, e como boa otaku que sou, mesmo "nova" no assunto um dos meus sonhos vijisticos é o Japão, e não é só pelo animes e mangás não, e por tudo, que eu vi, e venho vendo de lá, as roupas a cultura, as pessoas, a musica, tudo, e o pais em si é lindo, pelas imagens que eu vi de lá aumentou mais meu desejo de viajar para lá. E um dos outros motivos do meu sonho de consumo ser o Japão, é que eu acho que os japoneses são especializados em fofura, e coisas Kawaii, eu comprovo isso nas imagens de tumblrs que eu vejo nas minha horas diária na net, imagino que se eu viajar para o japão um dia eu vou logo procurar uma bana de animes para eu ver,mesmo sendo tudo em japonês. Eu acho que eu algum dia vou conseguir visitar pelo menos um desses lugares, mesmo as veses achando que eu não vou conseguir mais eu tenho fé em Deus que eu vou visitar cada um deles, afinal sonhar não faz mal a ninguém né.ufa acabei.
    ps:. o meu blog mudou de endereço, agora ele está aqui no-planetaroom(.) blogspot(.) com

    ResponderExcluir
  3. Acho que a minha infância ainda perdura, tenho 52 anos e ainda brinco de boneca. As pessoas criticam e acham que esta fase já passou, mas fico horas colocando e fazendo roupinhas para minhas bonecas.
    Quando estou triste elas são minhas melhores companheiras. Amo bonecas.

    ResponderExcluir
  4. Sheila vou enviar por email agora tah beijos.



    almapoeticaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Juliana Marques
    20 anos
    Bem se "Se eu pudesse, eu iria para"..., eu iria para um lugar onde à água do mar estivesse sempre nos meus pés, e o vento estivesse sempre tocando em meus cabelos, iria para um lugar onde as árvores estivesses ainda lá, e as floresta fossem meu refúgio,iria para um lugar tão calmo como um dia simples dia de outono. Gosto de natureza, me apaixonei pelo verde quando viajava pela BR040.
    http://jujumeumundo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts relacionados