Caso alguma imagem do blog não esteja aparecendo, por favor, avise nos comentários da postagem em questão!

12/02/2012

Símbolos e Objetos da Igreja Católica - Parte 2

Finalmente eu achei a folha onde eu tenho a lista dos objetos!!! Só que como são 24 objetos diferentes (só na minha lista), vou fazer 3 posts com oito objetos cada, depois vou fazer mais alguns com os objetos que não entraram na lista, mas que eu achei durante minha pesquisa (Jesus, me ajuda, é muita coisa!!!). O bom de fazer posts assim é que ao mesmo tempo eu vou pesquisando e conhecendo mais sobre o assunto. É vantagem pra mim, vantagem para vocês e principalmente VANTAGEM PRA JESUS!!!
Na parte 1 eu falava sobre algumas siglas usadas no dia a dia da Igreja católica. Hoje vou dizer o nome e falar um pouco sobre alguns objetos que por vezes passam despercebidos, mas que tem toda a sua simbologia (tudo na Igreja Católica tem o seu porquê) claro que eu não vou poder dar muitos detalhes, mas digamos que para uma formação leiga já basta.
E quando se trata de objetos da Igreja, muitos tem nomes bem curiosos, que tenho certeza de que vocês vão gostar. Hoje vamos falar da TÚNICA, da ESTOLA, da CASULA, da CAPA DE ASPERGE ou PLUVIAL, do VÉU UMERAL, do PÁLIO, da UMBELA e do OSTENSÓRIO. Todos os objetos de hoje tem referência ao sacerdote e ao Santíssimo Sacramento do Altar.

Túnica:
Esse é um dos objetos mais fáceis de se identificar. Também é conhecida como alva e trata-se da vestimenta branca que o sacerdote usa por baixo das outras, sobre a batina. É sinal de pureza do sacerdote.

Estola:
Faixa vertical que desce paralelamente do pescoço do sacerdote, por cima da Túnica, que significa poder e autoridade, sinal de eleição. As cores da estola variam de acordo com o tempo litúrgico, assim como a casula (colocarei as cores na explicação da casula) a estola roxa também é utilizada pelo sacerdote em confissões. Os diáconos também usam a estola, só que na diagonal.

Casula:
É aquela veste mais bonita que fica por cima de tudo (já vi algumas fabulosas, diga-se de passagem...). Assemelha-se a uma capa ou "poncho", também usada nas cores do tempo litúrgico: roxo no Advento e na Quaresma, rosa nos domingos da Alegria (gaudete e laetare) verde no Tempo Comum, branca, prateada ou dourada em festas e solenidades (como no Natal, no dia da Páscoa, etc), vermelha para mártires e em duas cores que não são comumente usadas, mas que são adotadas em algumas comunidades que são o azul para solenidades marianas e o preto na solenidade da Paixão de Cristo e no dia de Finados.
* Os Diáconos usam a DALMÁTICA, semelhante a casula.


Capa de Asperge ou Pluvial:
Usada por cima da casula quando o sacerdote está transladando o Santíssimo. Antigamente era usada para proteger da chuva, por isso pluvial.
Véu umeral:
Manto retangular usado no ombro, também na bênção do Santíssimo, para que as mãos do sacerdote não toquem no ostensório, como um sinal de respeito para o vaso sagrado, e como uma indicação de que é Jesus presente na espécies eucarísticas, que abençoa o povo, e não o ministro.
Pálio:
Vem de pallium, casaco retangular romano.  É uma tira circular, com dois pendentes sobre o dorso e sobre o peito, usada pelo Papa e , também pelos metropolitas. Era tecida com lã branca de dois cordeiros ofertados ao Papa, anualmente, na festa de santa Inês. Representa simbolicamente o próprio Cristo que carregou em seu ombro uma ovelha perdida sendo imitado pelo bispo em seu pastoreio.


Também existe outro objeto chamado pálio é uma espécie de sobre-céu ou dossel portátil, feito de um quadrilongo de pano de seda, com abas pendentes e franjadas, e sustentado por varas, para ser levado à mão e que serve para cobrir, como sinal de distinção e honra, nos cortejos e procissões solenes, a pessoa que mais se pretende honrar. As varas do pálio são sustentadas pelos paliários (palliales). O Pálio é usado, principalmente, nas procissões para cobrir o Santíssimo Sacramento ou a imagem do Senhor Morto.


Umbela:
Não, eu não escrevi errado. Não é "Umbrella" (guarda-chuva em inglês) é "Umbela" mesmo. É um pálio menor, semelhante a um guarda-chuva, usado para proteger o Santíssimo em procissões e em qualquer momento que ele esteja em trasladação.
Ostensório:
Esse é muuuito lindo, até porque ele tem uma função muito nobre na liturgia. É um estojo redondo, dourado ou prateado, decorado artisticamente assemelhando-se a um sol (para simbolizar o resplendor de Cristo), também com pedestal e suporte. Foi introduzido no século XIV em vista da festa do Corpo de Deus, e no século XV a ser usado para a exposição do Santíssimo para adoração pública. O Ostensório custódia é um ostensório menor, que também tem a mesma função de portar o Santíssimo Sacramento. As partes do ostensório se dividem em:
  • Cibólio ou píxidi - Suporte para colocar o ostensório;
  • Meia lua - parte móvel onde se encaixa o Sacramento;
  • Luneta - parte redonda transparente, por onde podemos ver o sacramento.

Fonte de auxílio: http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%ADmbolos_lit%C3%BArgicos
http://www.comshalom.org/formacao/liturgia/curso_liturgia/vestes.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/P%C3%A1lio_%28cobertura%29

No próximo Domingo teremos a continuação, não perca!!!

Mil Sweetkisses,
4 Comentários
Comentários

4 comentários:

  1. Conhecia apenas o ostensório!Obrigada por compatilhar uma informação tão valiosa!bjns
    http://cadernocolorido.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Achei muito interessante.
    Gostaria de saber se essa capa > http://www.nadanamanga.com/2/festas/images/MONGE.bmp <
    Está diretamente relacionada com as vestimentas do papais?

    ResponderExcluir
  3. Oie, amei o blog ! >.<
    Estou seguindo aqui , segue de volta ?

    www.mundoo-cute.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Muito bom o post assim agente conhece um pouco mais sobre a igreja catolica!
    http://kelly-club.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts relacionados