Caso alguma imagem do blog não esteja aparecendo, por favor, avise nos comentários da postagem em questão!

17/07/2011

Amar não é mais que adorar!

Dentre as peripécias da linguagem vulgar, a que mais me incomoda é a banalização do verbo "adorar". Hoje em dia todo mundo adooora tudo... infelizmente virou sinônimo de gostar muito.
Vou colocar aqui a definição do dicionário para o vocábulo "adorar", não do Aurélio, vou usar um "decente". Não que o Aurélio não seja decente é que esse é "decentena" de anos atrás!!! (Rsrsrs) Aí vai a definição:

ADORAR, v. t. d. Prestar (culto) à divindade; idolatrar; venerar; ter extremo amor.

Você deve ter reparado que eu risquei o vocábulo venerar. Eu só escrevi ele porque não posso  mentir, mudando o que está escrito no dicionário, mas esse é outro erro comum. Venerar é ter respeito, vem do culto de dulia (proskýnesis) que é diferente do culto de latria (adoração, daí vem "idolatria", adorar ídolos). Enfim, repare nas definições, em qual será que se encaixa quem adooora alguma coisa do jeito vulgar? (me refiro a vulgar de senso comum, não de promiscuidade, tá?) Vamos ver...
Não é prestar culto à divindade (essa coisa ou pessoa certamente não é nem nunca vai ser Deus), ter extremo amor não é, já que foi usado em sinônimo de gostar muito. Venerar já vimos que está errado, então sobra idolatrar... bom, eu sei que não foi a sua intenção adorar uma coisa desse jeito mas tome cuidado com o que fala! "Porque a boca fala do que lhe transborda do coração" (Mt 12, 34b).
Procure variar o vocabulário quanto a isso. Nossa língua é bem rica: temos gostar por exemplo. Fica então essa dica, para que você reflita no que anda adorando...

Mil Sweetkisses,
0 Comentários
Comentários

Comente!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts relacionados